404 Not Found.404 Not Found. Dr. Samir Abu El Haje » Hiperidrose

Hiperidrose

[meteor_slideshow]

Você tem excesso de suor?

Saiba que existe cura.
Cerca de 1% da população sofre de excesso de suor ou hiperidrose.

O que é o suor?

O ato de suar é um fenômeno natural e essencial ao organismo.
O suor é um líquido produzido pelas glândulas sudoríparas constituído por água, sais minerais e algumas outras substâncias. As principais funções são regular a temperatura do corpo, ajudar eliminar o excesso de sais minerais e também extravasar tensão e insegurança. O responsável por todo este mecanismo é o Sistema Nervoso Simpático Autônomo – Nervo Simpático.

O que é Hiperidrose?

A hiperidrose é o aumento exagerado e desagradável na produção de suor. Apesar de ser uma condição benigna, transforma-se em maligna para quem possui a alteração, pois afeta a qualidade de vida. Não se perde a vida por este problema, mas causa um sofrimento subjetivo e crônico, gerando situações desconfortáveis e muito constragedoras no dia-a-dia.

Quais as causas da hiperidrose?

A causa do excesso de suor ainda é desconhecida na maioria das pessoas, por isso chamamos de hiperidrose primária ou emocional. Nos casos onde o excesso de suor é causado por doenças endócrinas, distúrbios psiquiátricos, utilização de algumas medicações, alterações neurológicas, menopausa, obesidade, aumento da temperatura ambiente, exercício físico, febre, ansiedade e dietas termogênicas, chamamos de hiperidrose secundária.

Quem é o responsável pela hiperidrose primária?

A maioria das pessoas que possui hiperidrose primária apresenta disfunção do nervo simpático.

Quais são os locais mais atingidos?


Mãos, axilas, pés e região crânio-facial, podendo aparecer também nas mamas, virilha, tórax e nuca.

Quando surge a hiperidrose?

Normalmente a manifestação do excesso de suor nas mãos e pés surge na infância; nas axilas inicia na puberdade e na região crânio-facial geralmente aparece após a terceira década.

Quem é mais atingido?

A hiperidrose afeta homens e mulheres na mesma proporção sendo as crianças, adolescentes e adultos jovens os mais comprometidos.

Quais os sintomas?

A hiperidrose afeta homens e mulheres. Atinge principalmente mãos, pés, axilas e região crânio-facial, podendo aparecer nas mamas, virilha, no tórax, nuca e qualquer outra região do corpo. Podemos destacar a hiperidrose axilar, palmar e plantar.
A hiperidrose altera a temperatura local deixando, geralmente, estas áreas frias.

Os portadores de image source hiperidrose axilar se queixam que as roupas estão sempre molhadas e com manchas que freqüentemente danificam as roupas. O mais grave é o aspecto de má higiene, impressão de descontrole emocional e o mau cheiro constante. Têm uma grande dificuldade em ajustar seus trajes para o trabalho, dando preferência às roupas brancas e pretas.

 

 

Quem tem where can i get tinidazole online hiperidrose palmar reclama dos transtornos para manusear papéis ou realizar qualquer trabalho manual como tocar instrumentos, digitar no computador e principalmente cumprimentar as pessoas com um simples aperto de mão ou ter contato afetivo mais íntimo. Dirigir e praticar esportes são dificuldades constantes.

 

 
Já as pessoas com hiperidrose plantar, têm umidade exagerada nos pés, facilidade para adquirir micoses (frieiras) e seus sapatos, chinelos ou sandálias escorregam e caem dos pés o tempo todo.

Embora esta doença não configure como um problema de saúde grave, só seus portadores podem relatar o grau de desagrado por ela provocado, e a maioria se refere ao excesso de suor como um grande problema. Infelizmente muitos ainda desconhecem que este grande problema pode ser resolvido com tratamento eficaz e definitivo.

Pessoas com hiperidrose sofrem muito – em silêncio – e devem ser estimuladas a procurar ajuda de especialistas, pois muito pode ser feito para amenizar este sofrimento.

Um dos problemas que mais perturba quem tem excesso de suor é o aumento do cheiro na região axilar.

Pode ter mais algum sintoma associado?

A hiperidrose altera a temperatura local deixando as mãos e pés frios. Nas axilas pode ocorrer aumento do odor (bromidrose).

Como e por que ocorre aumento do odor na região axilar?

O suor quando eliminado não apresenta nenhum odor. As bactérias são as responsáveis pelo cheiro desagradável, pois são atraídas pelo calor local e nutrientes presentes no suor.

Como tratamos a hiperidrose?

Hoje aceitamos a existência de dois tratamentos considerados eficientes para o tratamento da hiperidrose primária: aplicação da toxina botulínica e o tratamento cirúrgico realizado pelo bloqueio do gânglio da cadeia simpática por vídeo-toracoscopia bilateral. A cirurgia é o tratamento definitivo.

Quais são os pontos negativos da aplicação da toxina botulínica?

O resultado é temporário, o procedimento tem um alto custo, as pessoas reclamam de muita dor e os efeitos colaterais da toxina podem variar desde a perda da sensibilidade tátil até o botulismo.

Para situações extremas, soluções extremas.

Revolucionária técnica de vídeo-cirurgia assumiu a posição de tratamento seguro, definitivo, pouco invasivo e veio para solucionar essa desagradável condição clínica.

A cirurgia é conhecida como simpatectomia vídeo-torácica bilateral. Além de permitir um resultado definitivo, este procedimento cirúrgico causa traumas mínimos já que são necessárias apenas duas pequenas incisões de 0,5 a 1 cm. As incisões são no tórax sendo uma logo abaixo da glândula mamária e outra no oco da axila. O tratamento cirúrgico é eficaz em mais de 95% dos casos.

Quais são as técnicas cirúrgicas para o tratamento da hiperidrose?

O bloqueio do gânglio do nervo simpático, que estimula a produção de suor, pode ser realizado através da secção (corte) do nervo, secção e retirada do gânglio ou utilizando um clipe de titânio sem a necessidade de seccionar o nervo.

Como é feita a cirurgia para o bloqueio do estímulo do suor excessivo?

Esta cirurgia é realizada sob anestesia geral. Utilizamos equipamento de vídeo-toracoscopia (cirurgia por vídeo) e materiais especiais para o procedimento.

Qual o tempo de internação hospitalar?

Normalmente, os pacientes deixam o hospital antes de completar 24 horas da cirurgia.

Como é o pós-operatório?

No pós-operatório imediato alguns pacientes referem dor leve a moderada, mas com a administração de analgésicos, por alguns dias, estes sintomas são facilmente controlados.

O que não devemos fazer no pós-operatório?

Recomendamos que nas primeiras duas semanas após a cirurgia sejam evitados exercícios físicos. As atividades do dia-a-dia estão liberadas logo após a alta hospitalar.

Quais são os riscos de complicações cirúrgicas?

A incidência de complicações é menor de 1%. As mais freqüentes são o hemotórax (sangue no tórax) e o pneumotórax (ar no tórax). Estas complicações são facilmente tratadas, sem qualquer seqüela, desde que o cirurgião seja capacitado para tal.

Quais são os efeitos colaterais do tratamento cirúrgico?

O mais comum dos efeitos colaterais é o suor compensatório ou reflexo (hiperidrose compensatória). Pode também ocorrer, de forma transitória, perda de sensibilidade em região torácica, mudanças no paladar e na salivação.

O que é a hiperidrose compensatória?

É o aparecimento de suor em maior quantidade em outras regiões do corpo onde não era evidenciado antes da cirurgia. Isto pode acontecer no abdomen, dorso, nádegas, coxas ou pernas. Geralmente os sintomas são leves podendo desaparecer com o tempo. Para a maioria, a hiperidrose compensatória é um pequeno incômodo quando comparado com a situação que motivou a cirurgia. A hiperidrose compensatória severa pode acontecer em 4 a 7% dos pacientes.

Qual é o grau de satisfação com o tratamento cirúrgico?

A satisfação com o resultado da cirurgia é maior de 90%.

Quais são as chances de sucesso no tratamento cirúrgico da hiperidrose primária com a simpatectomia vídeo torácica?

A probabilidade de sucesso varia de acordo com o local do excesso de suor e de cada organismo. Espera-se cura em quase 100% da hiperhidrose palmar, aproximadamente 95% da axilar e mais de 80% na crânio-facial. Os pacientes com hiperidrose nos pés notarão uma melhora entre 50 e 70%.

404 Not Found.

Notícias

  • Câncer de Pulmão – Prevenção ainda é a melhor solução...
  • Tratamento menos agressivo elimina o suor indesejado...
  • O médico Samir Abu El Haje é homenageado pela SBCT...

Hiperidrose

Existem situações que causam um aumento exagerado na produção de suor em algumas partes do corpo. Esta condição desagradável é conhecida como hiperidrose.

Leia +

Rubor Facial

O Rubor Facial, também conhecido por alguns como "Fobia Social" ou "Eritrofobia", é muito mais freqüente do que podemos imaginar.

Leia +